top of page

10 dicas para aproveitar Oía, em Santorini!

Quando finalmente eu, Lulu sarantopoulos, voltei a organizar a agenda da minha próxima ida para a Grécia, lembrei de Oía, a parte mais cheia de Santorini, imagina como deve estar linda, sem a multidão dominando as ruas agora no inverno 🙂  


Anota aí 10 super dicas para quando você for passar um dia passeando pela região de Oía, em Santorini.


1) Vá cedo.

Chegando em Oía, encontre uma vaga no estacionamento para parar próximo uma das principais igrejas. Não é tão fácil entender Oía da primeira vez que você vai. A minha dica é: pare onde conseguir e caminhe para conhecer a parte toda da caldera.  Se preferir, vá de transfer privado, táxi ou transporte público.


lance de escadas numa descida em Oia, com vista para a caldera de Santorini
Ruelas em Oía


2) Localize-se.

Encontre a praça principal com esta igreja da foto abaixo: é uma parte de Oía que é perfeita para ser um ponto de referência. E se Oía estiver mais vazia, como na foto, encontre um local para sentar ou encostar e observar a maestria da arquitetura do homem, pendurada na caldera do vulcão.


Luana pousando em frente a igreja da praça principal de Oia
Lulu em Oía


3) Caminhe sem pressa.

Caminhe sem pressa e aproveite as cores. Se você imaginou que Oía era só casinhas brancas, prepare para se surpreender. Caminhe para o lado direito de Oía, em direção às ruínas do Kastro (o castelo de Oía, onde todo mundo “antigamente” empoleirava para ver o pôr do sol). No caminho, você vai encontrar muitas cores em uma só vila.


Luana de costas contemplando a vista panoramica de Oia


4) Entre nas ruelas da caldera.

Tente explorar as várias ruelas da caldera, mas respeite as ruas que são propriedade privada. Algumas cantinhos só estão abertos no inverno, pois no verão são corredores para os hotéis na caldera. Mas a parte que você vai ter acesso é maravilhosa e sempre vale uma visita.


Luana posando para foto em frente as famosas igrejas brancas com domos azuis em Oia


5) Encontre o(s) famoso(s) domo(s).

Ainda enquanto você explora a parte da caldera de Oía que vai chegar até o castelo, na ponta, é possível que você encontre as igrejinhas azuis mais fotografadas da Grécia. Pode não ser tão fácil, mas se você tiver calma de procurar, basta entrar nas ruelas que chegam na caldera, voltar para a rua principal (onde fica os souvenirs), entrar em outra ruela, e você vai acabar encontrando. Muitas ruas são sem saída, e Oía é o labirinto perfeito para quem gosta de tirar fotos!


Luana caminhando em frente a uma igreja com domo azul em Oía


6) Chegue no Kastro e observe a ilha.

E quando você finalmente chegar no Kastro, aproveite para observar bem a ilha. Todos os lados de Santorini são belos e surpreendentes. Repare que bem a frente de Santorini, existe a ilha que parece parada do tempo, a pequena Thirassia. Olhe para a direita, e a vista é assim (só que muito mais lindo ao vivo!):


Vista do Kastro em Oía para as casinhas brancas da região

E se olhar para o outro lado é mais ou menos assim:


vista das casinhas brancas na Caldera de Santorini em outro ponto de vista em Oía


7) Hora do café: descanse!

Deixe o tempo passar enquanto você caminha despreocupadamente, observando a paisagem ou tirando fotos. Quando quiser descansar, tome um café em uma das muitas cafeterias. Já sabe né? Café quente no inverno e café gelado no verão (e claro, saboreie o famoso café frappé) 🙂


uma xícara de café na mesa com vista para a Caldera de Santorini na região de Oía


8) E as comprinhas?

Se você sentiu vontade de parar em muitas lojinhas ao longo do caminho até o Kastro, agora é a hora de voltar e parar onde quiser (o sol já deve estar forte e os turistas já devem estar enchendo as ruas). Você verá uma mudança de cenário, se seguir pela mesma rua de volta para a Igreja (onde começamos a rota neste post) e seguir nela após a pracinha. Dica: se você quer coisas mais econômicas e locais, fique nas lojinhas pequenas na ruela que chega ao Kastro. Se quiser itens de marca e moda internacional, vá mais adiante, para o outro lado, após a igrejinha do começo do post.



Lulu andando pelas ruelas de Oía com cenario de casinhas brancas e rosadas da região de Oía


9) Sentiu fome? Vá para Amoudi.

Se você preferiu não voltar para fazer compras e ainda está na região do Kastro, vai ver a escada que leva a baía/porto de Amoudi (foto acima). Se você descer alguns degraus nela, já vai ver a mudança de cenário e vai perceber que a escada é longa. Se quiser descer os mais de 300 degraus, vá com calma. Mas lembre-se que a subida vem aí, e dá para fazer a pé e de burrinhos. E se você está com fome e sem tanta disposição, vá de carro!


Lulu descendo escadarias em Oia com vista para Caldera de Santorini

Entenda Amoudi: Bem lá embaixo é o porto de Amoudi, de onde saem muitos passeios de barco e onde tem aquela baía cheia de restaurantes que amamos. Para quem curte frutos do mar, é o lugar! Também é possível ir de carro, mas a estrada é estreita e sinuosa. A dica de ouro é: assim que achar uma vaga, já manobre o carro para ficar na posição certa para o retorno e aí sim estacione. 


Vista do porto de Amoudi para Oía com vários restaurantes à beira mar
Porto de Amoudi

famoso varal de polvos desidratados do restaurante Ammoudi Fish Tavern
Varal de polvos do restaurant Ammoudi Fish Tavern

Depois de uma refeição deliciosa, na beira do mar e muito vinho grego…subir as escadas não é tarefa fácil. Portanto, também cogite pedir um transfer se tiver descido sem carro.


10) É hora do show: o pôr do sol.

Das escadas de Amoudi, do Kastro ou das ruelas nesta aérea você terá a melhor vista do pôr do sol. Impossível descrever esta experiência.

Sente no murinho, relaxe e aproveite esse cenário de tirar o fôlego!


por do sol em Oía com vários turistas apreciando o cenário


Espero que este post tenha ajudado vocês que querem passar um dia em Oía, Santorini.


Boa viagem e nos vemos na ilha!

Commenti


bottom of page